LOWER CASE

… a tentativa de compreender o ponto de vista de todos muitas vezes mostra que nós mesmos estamos desinteressadamente em uma posição média ou superior, e que tentar harmonizar pontos de vista conflitantes em um consenso implica rejeição da verdade de que certos conflitos só podem ser resolvidos unilateralmente. (Literary Theory by Terry Eagleton)

pessoas são seres insuportáveis. fingem preferências artísticas quando as julgam símbolos de bom gosto, inteligência e fascínio… tudo não passa de estupidez. mas todos se sentem melhores quando dizem que apreciam arte, não necessariamente porque a apreciam. garotas pin-up dos anos 1920.

pessoas são seres que me cansam. bem disse miguel: ah, “cansei das pessoas pelas quais não tenho admiração”. lábios broncos e sobrancelhas sem moldura. cospem no prato que compraram. acham-se donos daquilo por que pagaram. olham mas não enxergam. respiram mas não vivem. andam mas não saem do lugar. riem mas não entendem a piada. falta-lhes humor.

pessoas são seres vestidos. a nudez nem sempre lhes parece bela, porque há imperfeições. assimetrias não são bem-vindas. há os que rejeitam a perfeição, apenas de propósito. isso os faz parecer esquisitos. e ser estrangeiro parece “cult”. minha nudez não é para todos. mas não quero estar vestida todos os dias.

pessoas são seres nojentos. óbvios e previsíveis. incompatíveis com a beleza do universo. rimas entediantes, diálogos fúteis, ideias atrofiadas, imbecis em copos de preconceitos. timbres e batidas forçadas. porque pessoas não são sons de uma noite de inverno: são melodias sem apoio musical.

________
EAGLETON, Terry. Teoria da Literatura: Uma Introdução. Tradução Waltensir Dutra. São Paulo: Martins Fontes, 2006, p. 10.

4 Replies to “LOWER CASE”

  1. “Pessoas são seres vestidos. A nudez nem sempre lhes parece bela, porque há imperfeições. Assimetrias não são bem-vindas”. Li uma entrevista com Elza Soares ontem, ela diz que a roupas só serve para diferenciar as pessoas, nada mais. Gostei do texto. Sempre gosto desse refluxo interior, acredito que ele nos faz mudar de posição, de caminho e às vezes até de rumo.
    P.S.: Tenho admiração por você.
    Bjo

  2. Pessoas são microfonia, isso sim!

  3. imbecis em copos de preconceitos…somos exatamente isso…e com muito orgulho,o que é demasiadamente pior..

  4. Eu tenho problemas. Falta-me paciência para me aproximar de quem quer ser igual a todo mundo. E isso resulta que eu acabo com poucos amigos, muitos conhecidos e quase nenhum meio-termo.

    Não que ser igual seja um problema para mim. O problema é querer ser igual, porque até para ser “estrangeiro” necessita-se manter um padrão de estranhismo pré-estabelecido.

    Gosto de quem é diferente porque “aconteceu” de ser ou igual porque “por acaso” aquilo que ele gosta está na moda.

    Conto nos dedos as pessoas que conheci e são assim. Pena.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.