Jornal da Aplac dedica às mulheres edição especial

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, lembrado anualmente em 8 de março, a edição deste trimestre do jornal RIMA-DF, da Academia Planaltinense de Letras, Artes e Ciências (Aplac), publica resenha, crônica, conto, poemas e artigos produzidos exclusivamente por mulheres, exceto o texto de Xico Mendes, diretor financeiro da Aplac, que escreve sobre a trajetória de Tia Neiva (p. 8). Editado pelo poeta, escritor e professor aposentado Joésio Menezes, meu tio, o informativo apresenta o poema “Desequilíbrio” (p. 5), de minha autoria.

Ainda nesta edição, podemos ler o conto “O retrato” (p. 4), escrito pela minha irmã Cecília, assim como o poema “Março” (p. 5), de minha amiga Maíra Zenun, além de artigos que discutem, por exemplo, a desigualdade de gênero na educação de meninas, o empoderamento feminino e a flexibilização do acesso a armas como um risco à vida das mulheres, principalmente em um país onde os índices do crime de feminicídio são assustadores.

Para ler a versão eletrônica completa do RIMA-DF, acesse. A seguir, o meu poema: 

DESEQUILÍBRIO*
(Aline Menezes)

Nada é
bem elaborado aqui dentro,
confuso como sinos que tocam
na hora errada. Que atraem
os fiéis errados…
[que não comungam, mas excomungam]
o que há por fora de nós.
Não há aparência melodiosa
quando o que sentimos
é  inexplicável,
indefinível,
inaceitável.
Pensamentos que se desdobram
querendo revelar alguma coisa,
talvez indizível,
(…)
(…)
mas que respira, pulsa e quer viver.

_______
* Poema produzido há nove anos, em janeiro de 2012, e originalmente escrito com letras minúsculas em todos os versos, inclusive no título.

Observação: a foto acima é uma reprodução da Mídia Ninja, divulgada pelo Brasil de Fato sobre as lutas e a história do 8 de março.

Foto: Capa da edição nº 37 (trimestre jan/mar de 2021) do jornal RIMA-DF, em homenagem às mulheres.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.