INTROSPECÇÃO

Posso escolher viver de bem com a vida, independentemente de meus conflitos; assim como posso escolher viver de mal com a vida, exatamente porque ‘nem tudo é bom neste mundo’. Assim como posso nem sequer pensar em poder escolher.

Existem pessoas que me amam. Assim como existem pessoas as quais eu amo. Posso escolher viver de bem com a vida, exatamente porque tenho essa graça perto de mim.

O ‘gostar de alguém’ tem a ver com a empatia que se nasce, ou que já é nascida sem nascer. Gosto quando há empatia.

Revendo a minha história (sim, eu já tenho história), percorro por lugares onde estive. Vejo pessoas com quem conversei. Sinto perfumes da infância. Relembro aulas de matemática (sempre tive empatia pelos números). Admiro algumas de minhas atitudes. Lamento por outras. Vejo que cresci. Sinto que tenho muito o que aprender…

Se o futuro não existe, o passado também não. Aliás, o passado não pode existir. Se temos boas lembranças do que passou, então esse é o nosso ‘presente’. É o nosso hoje, com lembranças…

E, se agora é HOJE… e, se hoje estou aqui… então, por que não escolher viver de bem com a vida, independentemente de meus conflitos?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.