OH, I DON’T BELIEVE!

Parte dos britânicos considera mulheres “culpadas por estupro”

da BBC, em Londres

Pelo menos um terço das pessoas na Grã-Bretanha acreditam que uma mulher é responsável, de forma parcial ou total, por ser estuprada se ela tiver flertado com o homem, segundo pesquisa da organização Anistia Internacional. A pesquisa ouviu mil pessoas e constatou também que 25% acreditam que ela é parcialmente culpada se usou roupas reveladoras ou estava bêbada.

A Anistia diz que o resultado da pesquisa é “verdadeiramente chocante”.

Também foi constatado que a maioria das pessoas na Grã-Bretanha não tem idéia quantas mulheres são estupradas no país e nem se são poucos os casos comunicados à polícia que resultam em condenação.

Números

O número de estupros em 2004/5 na Grã-Bretanha chegou a 12.867, cerca de 4% mais do que no ano anterior, mas a polícia acredita que apenas 15% dos casos foram denunciados. E só 10% deles resultaram em condenação.

Mas quase todos os britânicos, 96%, disseram não saber a verdadeira extensão dos estupros no país ou pensaram que eram muito menos do que os que são registrados.

Apenas 4% acham que o número de mulheres estupradas por ano passa de 10 mil.

A pesquisa faz parte da campanha da Anistia Internacional Pare a Violência contra Mulher.

“É chocante que tantas pessoas joguem a culpa de ser estuprada sobre as próprias mulheres, e o governo deve fazer algo para se contrapor a essa ‘cultura da culpa’ machista”, disse Kate Allen, da Anistia Internacional.

“O governo tem o dever internacional de prevenir essa violação dos direitos humanos, mas está claro que as políticas do governo com relação a estupro estão fracassando.”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.