desire

I hurt myself today
To see if still feel…

(Hurt by Johnny Cash)

A metáfora de soltar as velas e navegar longe é o que há de mais delicado para ser dito quando não sabemos exatamente como dizer. Se o que me envolve exige prudência e sensatez, então que me resta senão confiar no caminho sem sortilégios? Sim, já entendi que não posso controlar as circunstâncias.

Permaneço à procura de formas diferentes de viver e sobreviver às minhas transgressões. Esta é a minha existência devassamente santa: revelo minhas misérias cotidianas e históricas, pessoais e impessoais; busco ser honesta, cinicamente honesta. Encontro o caminho desta relativa liberdade. Encontro a cura. Encontro a gratidão.

E sigo: como se eu pudesse silenciar o que sinto…

… como se eu pudesse conter os meus desejos,

impronunciáveis.

One Reply to “desire”

  1. Hurt é linda… Sou outro procurando sobreviver às minhas transgressões.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.