belle

[…] I could dance all night like I’m a soul boy..
(There’s too much love by Belle and Sebastian)

Volto a mencionar o que escrevi há uns dias: ainda vale a pena inquietar-se, lutar contra o fluxo agressivo e apressado desta nossa época. Se, desatentos e tomados pelo afã da sociedade fasf food, não nos damos conta de olhar o hoje, o sentido da vida se perderá ao longo do caminho.

A inquietação particular é o movimento mais sadio que experimento. Há meses que o sentimento de gratidão habita aqui dentro. A oportunidade de recomeçar é quase um ato sagrado. E reconhecer, sem a dor de antes, que fizemos escolhas erradas é um sinal de cura.

Nada mais será como antes. Deus me flagrou. E, assim como o filho pródigo, voltei. O retorno é sempre mais emocionante que a partida inicial. Atendi a um apelo: seguir a vida com a leveza de quem não procura explicações desnecessárias, de quem não mais se importa… De quem se protege, depois de tantas marcas, de um tipo sutil de escravidão.

Encontrei o antídoto que busquei por alguns anos…

… encontrei.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.