ARCO-ÍRIS, SOL & ESTRELAS…

“E alguns dos filósofos epicureus e estóicos contendiam com ele. Uns diziam: Que quer dizer este paroleiro? E outros: Parece que é pregador de deuses estranhos. Porque lhes anunciava a Jesus e a ressurreição.” (Livro de Atos, capítulo 17, versículo 18)

Um certo filósofo Elbert Hubbard disse que “todo homem é um tolo por pelo menos cinco minutos todos os dias; a sabedoria consiste em não exceder esse limite”. Tempo, tempo, tempo, tempo… É preciso coragem para não ter vergonha de ser o que se é. E seguir adiante com a certeza de que haverá sempre alguém disposto a amar. Haverá sempre alguém por quem valerá a pena acreditar… Acreditar no amanhã. E não exceder esse limite.

“Na presença de certos dados psicanalíticos que possuímos hoje, é-nos permitido pôr em dúvida a proprosição de Kant, segundo a qual o tempo e o espaço seriam as formas necessárias de nosso pensamento. Sabemos, por exemplo, que os processos psíquicos inconscientes são ‘intemporais’.” (Freud, p. 69)

“Os enigmas do universo só lentamente se revelam à nossa investigação; existem muitas questões a que a ciência atualmente não pode dar resposta. Mas o trabalho científico constitui a única estrada que nos pode levar a um conhecimento da realidade externa a nós mesmos.” (Freud, p. 70)

… e até sabemos o porquê do arco-íris, do sol e das estrelas.

______________
Livro Clipping: Freud. Coleção Pensamento Vivo. São Paulo: Martin Claret, outono de 2005.

3 Replies to “ARCO-ÍRIS, SOL & ESTRELAS…”

  1. Creio que essa é a maior manifestação da nossa condição de humano. A curiosidade de saber, mesmo tendo pela frente um véu indevassável. Incrível o humano. Incrível.

    Djabal, grata pela visita. Aliás, por todas as visitas que você tem feito neste espaço. Tem razão: “incrível o humano”. “Incrível”. abraços, Aline

  2. E se formos lembrar que muitas respostas científicas estão sendo contrariadas e provadas “científicamente” que estão erradas… Acabaremos chegando à conclusão que as (poucas) respostas que temos podem ser falsas… E que as contradições também poderão estar erradas… Será que estamos tentando entender o incompreensível? Ou apenas não nos satisfazemos em não compreender? Hummm… >:)

    Falando em tempo e espaço acabei de ler um texto interessantíssimo sobre o passar do tempo. Vou mandar pra ti pra ver se já conhece.
    Beijos!

    Rebeca, não tenho dúvidas de que “verdades científicas”, mais adiante, poderão (como já estão sendo) ser contrariadas. Eis os mistérios da vida. O que me chama a atenção em Freud é exatamente esse cuidado com a investigação. Sobre tempo e espaço, lerei o seu texto. bjs, Aline

  3. Oi, Aline! O tempo sempre providencia novas esperanças, em substituição àquelas que se foram. Apenas poucas esperanças jamais se esvaem, e só um homem é digno de confiança: Jesus. Homens se vão, morrem e são esquecidos. Que outra esperança podemos ter além da que depositamos no Mestre dos Mestres? Um grande abraço!

    Olá, Filipe! E ainda bem que o tempo sempre providencia novas esperanças. Grata pela visita. abraços, Aline

Deixe uma resposta para Djabal Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.