A TERAPIA CONTRA A INVEJA

por Caio Fábio

Quem se alegra com os que se alegram e chora com os que choram, esse é próprio em tudo o que faz, pois, pelo amor, abraçou a realidade; e o fez sem medo, sem inveja, sem amargura, sem rancor, e sem competição. Somente o amor verdadeiro produz essa segurança para ser.

Há pessoas que são capazes de chorar com os que choram, mas não são capazes de se alegrar com os que se alegram. No entanto, para todo aquele que se alegra com a alegria que a outros visitou, o chorar com os que choram é natural.

E por que quem é capaz de se alegrar com a bondade que sobre outros pousou como alegria é também capaz de chorar com os que choram, sendo que o oposto – chorar com os que choram – não necessariamente faz a pessoa ser capaz de se alegrar com os que se alegram?

Ora, é que é mais fácil para os inseguros serem humanos e amigos na tristeza dos outros – realidade que a todos nivela nesta existência -, do que na alegria desses, posto que a tristeza é algo de que todos têm farta experiência nesta vida, mas da alegria verdadeira poucos têm experiência. Assim, chorar com os que choram é mais fácil para qualquer um do que se alegrar com os que se alegram, visto que chorar com os que choram é identificar-se com o que é certo (o sofrimento), mas se alegrar com os que se alegram é ter a capacidade de celebrar o raro, o inusitado e o que não é natural neste mundo de dores.

Todo aquele que é capaz de se alegrar com os que se alegram é também capaz de chorar com os que choram, porém, nem todo aquele que é capaz de chorar com os que choram é também capaz de se alegrar com os que se alegram.

Afinal, quem terá inveja da dor dos doídos? Mas da alegria dos alegres muitos têm grande inveja!

Assim, se você deseja desenvolver boas coisas dentro de você, aprenda a alegrar-se de coração com os se alegram, e, assim, você ficará livre de toda inveja.

Há, todavia, aqueles que “amam” você quando você está sofrendo, e que o “odeiam” quando você está feliz.

Ora, todo aquele que assim sente, é um invejoso em estado de luta permanente contra a sua inveja; daí viver em conflito, e de tal modo, que chorar com os que choram é a dádiva de um certo “melhor do seu coração”; e que acontece, inconscientemente, como camuflagem da inveja que o impossibilita de se alegrar com os que se alegram.

Para o invejoso, mais difícil do que suportar todas as coisas, todos os sofrimentos e todas as privações da vida, é agüentar ver a bondade da graça de Deus se manifestar como alegria no coração de alguém que não seja o dele.

O invejoso é capaz de se vestir de solidariedade quando vê o sofrimento; afinal, para ele, o ser solidário na dor é uma virtude de afirmação sua. No entanto, se alegrar com os que se alegram é uma afirmação feliz acerca da bondade de Deus sobre um outro. E disso somente os que não têm inveja no coração são capazes.

Assim, conforme se vê, a inveja é uma merda, e sábio é todo aquele que de seu próprio coração varre toda inveja para sempre. Mas para que isto aconteça é preciso que a pessoa aprenda a se alegrar em ser quem é, pois, somente assim ela não terá inveja da felicidade de ninguém.

Pense nisto!

Fonte: www.caiofabio.com

12 pensamentos em “A TERAPIA CONTRA A INVEJA”

  1. Apreciei bastante o texto que acabei de ler. Tenho sofrido demais por conta de pessoas “mulheres” da minha família nutrir este sentimento tão mesquinho por mim. Nunca quero acreditar pois é mãe e irmãs.Você acredita? a frase aqui escrita se encaixa perfeitamente com min,ha situação elas amam me ver sofrer e vejo nos olhos delas o ódio qdo estou feliz. Engraçado, uma de minhas irmãs tem vida financeira maravilhosa, viaja sempre, tem td e eu e minha família estamos sempre na luta e mesmo assim acontecem coisas que custo acreditar que elas são capazes. Pensei em procurar um psicólogo mas minhas tias acham que não sou eu que preciso mas sim elas. Mas eu sofro por elas agiram assim comigo. Sou uma pessoa temente a Deus, tento na medida do possível ser uma boa filha e cumprir com meu papel, mas eu tenho chorado noites e noites por isto me afligir tanto. Minha sorte que meu marido é um grande companheiro, amigo e sempre que me ajuda a superar, mas ele tbém já anda entristecido com tudo isto.Acho que desabafei um pouquinho hoje.
    Abraços – Ana Paula

    Ana Paula, agradeço pela visita. Enviei um e-mail pra você. beijos, Aline

  2. a inveja é um crime perfeito: pode-se matar a alma de alguém sem ser punido.
    tentaram matar minha alma,com o agravante de ter sido na infância.quem? a família de meu pai. pessoas de índole duvidosa, seu valor: dinheiro, não deixavam de nos visitar para ver nosso bem estar, contudo falavam mal dos anfitriões, minha mãe os recebia bem, mas eles não podiam ver o nosso bem, a nossa alegria. fui uma criança doente, porque quando essas pessoas chegavam, eu já ficava de cama, com crises de vômitos e febre.doentes de inveja, contudo peritos na arte de ferir

  3. Eu gostaria de contar minha experiência com uma pessoa que dizia ser muito ?amiga?, e percebi que era uma inimiga e que transborda inveja.
    Tudo começou quando fui ao shopping com o meu noivo na época meu namorado, no estacionamento eu conheci um colega dele de faculdade (Anderson) e a namorada dele(Thais), nos cumprimentamos e descemos a escada rolante todos juntos, combinamos um tempo depois de irmos a um barzinho, daí começou a nossa relação de ?amizade?, sempre marcávamos alguma coisa, com o tempo fomos tendo um contato maior com eles, e aí percebemos como é o caráter da pessoa;
    Começamos a fazer viagem juntos e tudo mais, quando meu namorado trocou de carro tinha um escort, comprou um corsa azul todo equipado, como todo garoto de 19anos gosta de fazer, percebemos que eles admiraram o carro novo, mas logo trataram de comprar um corsa também só que compraram um prata, até aí eu nem pensava nada, apenas que fosse uma coincidência, mas uma vez combinei com a Thais de andar a toa em uma rua de lojas, chegamos lá, vimos várias vitrines, ela disse que queria muito comprar uma sandália preta de solado de cortiça e com pedras em cima, entramos na loja, ela pediu o que queria ?a sandália preta? e eu pedi ao vendedor outros dois pares de sandália totalmente diferentes, pedi uma sandália cinza de amarrar salto fino e bem alto e uma outra sandália, mas parece um tamanco salto fino para trabalhar, falei com o vendedor vou levar estas duas, ela imediatamente solicitou ao vendedora uma sandália igual a ultima que ela viu eu experimentando, indaguei eu – Você vai levar na mesma cor???
    – Leva a verde ao invés da rosa!!! Ela até ficou sem graça mas pegou a rosa, nem liguei pq realmente comprei esta rosa pra trabalhar, então como não trabalhávamos juntas deixei pra lá, aí quando eu estava pagando já em frente ao caixa que a balconista foi verificar se os pares não tinham nenhum defeito ou o número trocado, ela chamou o vendedor e disse que não iria mais ficar com o sandália preta e pediu uma cinza também igual a minha. Aí fiquei furiosa, não acreditei!!!! Pensei só posso estar blefando, é um pesadelo. Como ela poderia ser tão sem personalidade.
    Chegando em casa contei pra minha irmã, ela até falou assim: – As vezes ela se espelha em você.
    Minha irmã fez de tudo pra contornar a situação, sem sucesso.
    Contei ao meu noivo ele disse que era bobeira, pensei deve ser coisa da minha cabeça.
    Aí continuamos a sair e tudo mais, só que não parou por aí, toda vez que combinávamos de sair, eu já ficava com receio, mas íamos.
    Com o passar do tempo percebi que toda vez que saiamos, ela reparava a roupa e cor que eu estava usando e na próxima sempre ia igual, até que um dia, ela disse assim: -nossa, nós temos gostos muito parecidos! Eu fiquei pasma da cara de pau dela, o meu noivo só olhou pra mim, e nos olhos dele eu entendi o recado, pensei ? Você me copia, né?! Respirei fundo.
    Fui percebendo que ela não tinha personalidade própria, só copiava. Alias tudo que eu tinha ela tentava copiar.
    A pior das vezes foi quando saímos num sábado eu coloquei um casaco marrom com um sapato da moda, e saímos no outro sábado e ela estava com uma roupa da mesma cor e mesmo modelo, acredito que pra ela devia ser uma maratona pra sair procurando nas lojas a roupa igual.
    Eu e o meu noivo resolvemos nos afastar deles, mas era impossível, pq todo final de semana eles ligavam repetitivamente aos nossos telefones para sairmos,;
    Compramos nosso apto ficamos uns seis meses sem contar pra ninguém, mas aí um dia eles foram na casa do meu noivo, e nos aproximamos novamente, contamos pra eles, e a Thais até chorou de emoção por eu conseguir minha casa, quando ela caiu na real, me disse …eu e o Anderson a gente não quer apartamento, eu vou guardar uma grana e vamos comprar uma casa bem espaçosa, apartamento é ruim, porque você não tem liberdade. Nada abalou nossa felicidade, pq conquistamos o que queríamos.
    Fizemos tudo ao nosso gosto, pintura, piso, acabamento..tudo! Até que um dia a Thais me ligou disse que compraram um apto e que queria nos mostrar, comentei com o meu noivo, não foram eles quem disseram que apartamento é ruim, não tem liberdade.
    Eles foram insistentes pra nos mostrar o apartamento deles, até que num sábado estávamos próximos da casa dele e fomos ver o ?tal apartamento?, a cozinha era da cor da minha preta e branca, ela ainda fez o comentário: – eu estava procurando um com cozinha preta e branca, também esse foi o único comentário a respeito do meu apartamento que eu deixei escapar assim que fizemos.
    Uns meses depois, eles nos ligavam todo sábado, domingo sem descanso, pq queriam ver como estava nosso apartamento, levamos eles no nosso apartamento, e o Anderson quando viu nossa casa, disse ao meu noivo: – Quando a Thais ver este quarto vai ficar doida! Elogiaram muito nossa casa!!! Realmente ela ficou doida… de vontade de fazer um igual.
    A sem contar que neste dia meu noivo já estava com um carro um pouco mais novo um Golf preto 2003 completo 2.0, nossa a pior frase foi a do Anderson : – ? Eu ia pegar um desce? Não passou um mês ele comprou um golf preto com modelo mais novo.
    Vi no jornal um saldão de móveis e ela me ligou perguntando o que eu estava fazendo e eu disse que estava indo neste saldão na sexta feira, ela se ofereceu pra ir junto, até aí tudo bem, qdo chegamos lá, olhamos muito, vi um tapete que gostei muito falei que ia comprar; no final nem levei, pois o foco era comprar a sala de jantar. Quando foi na quarta- feira tocou meu telefone e nem
    acreditei, era ela dizendo que comprara um tapete igual o que eu gostei, com estas palavras ?comprei um tapete igual aquele que você .
    Aí veio o basta, eu não preciso de uma amizade desta, isso me faz mal, sempre copiando, cadê a personalidade própria, acredito que eles não têm isso.
    Peço a Deus que me ilumine e proteja, pessoas assim são pobre de espirito, alma, da presença de Deus.

  4. Tenho inveja de uma colega que me traiu….ela dizia que rolava só amizade, com o homem que eu amo e depois vi no orkut que eles começaram a namorar…sinto inveja eu admito mas não quero prejudicar ninguém…Só quero fazer terapia pra ser ajudada…só isso..

  5. Eu sentia muita inveja da minha namorada,pois eu não conseguia engolir a verdade de que,ela é mais inteligente do que eu.Eu via tudo de bom nela ,e em mim eu só via um muleque obcecado pelo futebol. agora eu li o texto acima que me comoveu muito,e sei o quanto é facil conviver com isso.

  6. Incrivel, eu me colocando como o coitado da historia, achando que os outros sentem inveja, enquanto eu mesmo faço isto com relação a eles, tento ser uma pessoa dominadora, quero saber detalhes, não por mera curiosidade, mas para ter igual, poxa preciso me reciclar quero sim melhorar, mas não pelo outro e sim por minha força e equilibrio, como é dificil ser uma pessoa comum, queremos sempre brilhar, mes que no intimo achamos (alias não gosto muito do “achar” pois acredito que não perdi nada) procuro entender o que acontece comigo, preciso de uma revisão de valores, quando se chega a uma idade onde algumas situações parecem que entram no automatico e tendem a se resolver sozinhas, é bom dar um pouco mais de atenção, quero sim ser solidadrio, dividir felicidade assim como a dor, mas sem se tornar pesado ou tirar o direito e desejar o que do outro.

  7. Hj estou bastante triste, pois, descobri o quanto me sinto mal perto de pessoas invejosas, que querem ver minha derrota. Trabalho com o público e percebo que no próprio ambiente de trabalho tenho e sinto esse tipo de situação. Procuro ignorar, relevar certos comentários irônicos, risinhos por trás quando discurso, enfim, tá difícil e o pior é que existe em todo o local esse tipo de comportamento. Tenho certa tolerância, pois, gosto do que faço, trabalho na minha área, tenho certo apoio da chefia, porém, o não tenho ambiente. Não sei se vou ficar nesse local muito tempo.

    Deu pra desabafar um pouco.

    Agora é só esperar em Deus, que enxerga todas as coisas e clamar por justiça divina contra as pessoas que me persegue.

    27/04/2011 – 17:10 h

  8. Adorei o texto! Infelizmente tenho que admitir que eu Sou a invejosa. Tenho sofrido muito com isto a anos. Tento me afastar das pessoas que tenho inveja, para que eu não atrapalhe a vida delas com energias negativas, mas como somos da mesma família, às vezes consigo dar uma desculpa aqui outra ali, para não comparecer a uma reunião familiar, mas não tem jeito e acabo indo.
    Gostaria muito de tirar este sentimento do meu coração que só me faz mal, e viver em paz com todos. Somente Deus para ter piedade de mim.

    um abraço!

  9. Triste realidade. Sofro com isso na família. No trabalho. Com amigas. Em tudo. Mas o que esta mais me ferindo a alma. É ter descoberto que dentro da minha familia: Minha irmã. ..mãe e tia são muito invejosas. Desde quando era nova sofro com isso. Mas nunca me liguei. Agora com 31 anos que caiu a ficha. É mto sofrimento. É terrível viver com fofoca….mesquinharias….comparação. ..humilhação. Sempre que tem oportunidades falam…comentam….desdenham….diminuem….debocham…jogam indiretas. Olhares onde sou ignorada e menosprezada. É uma energia mto negativa que nem elas mesmo sabem o quanto são invejosas.
    Sou uma mulher humilde….ja fui mto batalhadora. Sou inteligente e bonita. Chamo mto a atenção. Desde quando pequena. E sempre sofri por ser eu mesma.
    Aqui na minha familia rola aquele joguinho de manipulação. Onde minam a minha personalidade….a minha liberdade. A minha auto estima. Sofro mto com rejeição. Eles realmente não querem me ver bem e feliz. Pois ser quem eu sou….ja é motivo pra me rejeitarem.
    Isso esta afetando tanto a minha vid e o meu jeito de ser que toda a minha vida esta estagnada e ruim.
    Sempre lutei pra ser feliz. Mas nenhuma delas aceitaram e nem nunca me apoiaram em nenhum momento feliz e triste da minha vida.
    Me sinto mto sozinha. Ja escutei muitas coisas delas e da família que me magoaram mot mto mto. Sinto que elas não sentem amor por mim. Sentem ódio.
    Tenfam fingir que gostam de mim. Mas a maior parte do tempo sou julgada mto negativamente. Minha mãe diz que eu não faço parte dessa familia. Que sou a ovelha negra. E mto mais. Ja faz mais de 2 anos que a minha mãe não fala comigo. E vivemos na mesma casa. Com meu filho de 14 anos.
    Sempre fui mto espiritualista (temente a Deus) e isso encomoda mto elas. Desde quando eu era pequena. Eu ja não aguento mais viver assim. E infelizmente tenho uma ligação mto forte. Do Meu filho com ela… é mto apegado a minha mãe. E ela disputa a criação dele comigo. Ela quer roubar ele de mim. Quer tirar tudo de bom que eu tenho na vida. Meus namoros ela nunca aceitou. E quanto eu casei ninguém da minha família foi na comemoração. Hoje sou divorciada.
    enfim é um carma do qual eu quero e preciso me livrar.
    so Deus pra me ajudar! Que ele coloque na minha vida somente pessoas de luz e que me amem de verdade pelo que eu sou.
    e que ele ilumine a minha caminhada aqui na terra.

  10. Me identifiquei com seu texto, anônima. Eu tb, desde muito nova sofro com inveja das mulheres da família e amigas. Mae e irmã mais próximas. Minha mãe sempre me hostilizou e menosprezou e procurava elevar minha irmã. Eu sempre me virei e sempre fui livre e corajosa. Ela vive se queixando e culpando os outros. Sempre cuidei dela e a envolvi nas minhas inicativas. Sempre fui objetiva e decidida. Ela me pergunta sobre tudo e fica irritada e agressiva quando nao posso dar atençao. Tudo que eu visto ela quer igual ou tenta repetir do jeito dela. Eu sei que ela sofre com isso mas se torna insuportável porque se julga no direito de tentar me humilhar e agredir com uma frequencia anormal. Vive me cutucando. Tudo que digo ou faço ela sempre vem com um comentário negativo tentando me desfazer, rebaixar, desestimular. É agressiva e não me respeita apesar de eu já saber impor mais limite hoje. Eu coloco ela pra cima mas tem sido difícil conviver. Tenta me controlar, é possessiva e não aceita que eu tenha namorados ou amizades. Também sinto isso de ‘amigas’..situações como combinar de sair e quando eu chegava elas já terem ido..criarem evento e não me convidarem e difamações e fofocas pelas costas. Já sofri muito com isso. Hoje eu desenvolvi esta percepção e sei os porquês dos comportamentos. Mas tem as que gostam de mim e que são seguras, cientes de sua beleza, maturidade e capacidades. Estas amizades são excelentes e as que de fato acrescentam para quem já busca a verdade há bastante tempo.Há mulheres que se preocupam com a presença de outras por causa de homem, já viram!!!??? Cara, tem espaço pra todo mundo! E o mais legal disso é que temos nossos próprios e exclusivos atrativos, virtudes, enfim..e os nossos próprios e belos defeitos, aliás, essenciais! Tem algo mais interessante do que alguém perdido na multidão ser seu(sua) fã número um? São nossos defeitos e características que nos tornam únicos. Que relevância teria sermos
    especiais e belos aos olhos de todos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *