À deriva

As palavras de amizade e conforto podem ser curtas e sucintas, mas o seu eco é infindável. (Madre Tereza de Calcutá)

A pele do outro
por Aline Menezes

A maneira como interpretamos o mundo e encaramos a nossa vida é realmente bem particular. As nossas experiências do passado podem, sim, ajudar-nos a reconhecer o risco iminente de experiências posteriores. Às vezes, é possível observarmos que tudo está em movimento. A vida muda. A dor de ontem vai embora. A de hoje, quase sempre, parece não ter fim. E quando chega um novo dia, percebemos que estávamos enganados em relação a quando pensávamos não haver saída.

Continue lendo “À deriva”