INTROSPECÇÃO

Posso escolher viver de bem com a vida, independentemente de meus conflitos; assim como posso escolher viver de mal com a vida, exatamente porque ‘nem tudo é bom neste mundo’. Assim como posso nem sequer pensar em poder escolher.

Existem pessoas que me amam. Assim como existem pessoas as quais eu amo. Posso escolher viver de bem com a vida, exatamente porque tenho essa graça perto de mim.

O ‘gostar de alguém’ tem a ver com a empatia que se nasce, ou que já é nascida sem nascer. Gosto quando há empatia.

Revendo a minha história (sim, eu já tenho história), percorro por lugares onde estive. Vejo pessoas com quem conversei. Sinto perfumes da infância. Relembro aulas de matemática (sempre tive empatia pelos números). Admiro algumas de minhas atitudes. Lamento por outras. Vejo que cresci. Sinto que tenho muito o que aprender…

Se o futuro não existe, o passado também não. Aliás, o passado não pode existir. Se temos boas lembranças do que passou, então esse é o nosso ‘presente’. É o nosso hoje, com lembranças…

E, se agora é HOJE… e, se hoje estou aqui… então, por que não escolher viver de bem com a vida, independentemente de meus conflitos?

O ÓCIO, ÀS VEZES, É NECESSÁRIO

Creio que estou aprendendo a viver…

A …
… caminhar um pouco mais devagar;
… não me estressar por coisas que não vale a pena se estressar;
… não me irritar tanto no trânsito, quando o ‘motorista’ não indica o que pretende fazer;
… não me incomodar com o que ‘os outros’ vão pensar sobre mim;
… pensar um pouco antes de falar;
… preservar mais a particularidade da minha vida;
… não exigir muito de mim, muito menos dos outros;
… dizer ‘não quero’, ‘não gosto’, ‘não preciso’, ‘não estou a fim’;
… respirar fundo e contar até 10 (às vezes, funciona);
… tratar melhor o pessoal de telemarketing;
… não xingar todos os políticos;
… não comprar roupas que provavelmente não vou usar;
… rir das minhas tolices;
… a reconhecer que, em alguns casos, nada sairá do jeito que eu pretendia …

(…) creio que, agora, estou aprendendo a viver.

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

(cronologia)

1857 – Mulheres de uma fábrica de tecidos em Nova Iorque se rebelam contra suas condições de trabalho. É a primeira vez em que as mulheres se unem para reivindicar melhorias. Mas, a rebelião é contida de forma violenta, provocando a morte de 129 tecelãs, que morrem carbonizadas dentro da fábrica.

1910 – Surge, durante uma conferência internacional de mulheres, realizada em Copenhague, na Dinamarca, a idéia de se criar uma data para homenagear essas operárias e marcar um dia de luta feminina.

1911 – Países como Áustria, Dinamarca, Alemanha e Suíça celebram as mulheres no dia 19 de março. Por outro lado, os movimentos feministas dos EUA continuam a prestar homenagem à mulher no último domingo de fevereiro, quando era comemorado, desde 1909, o Dia Nacional da Mulher.

1913 – Às vésperas da 1ª Guerra Mundial, como parte dos diversos movimentos de paz que começam a surgir na Rússia, emerge naquele país a primeira comemoração do Dia Internacional da Mulher. Esta acontece, assim como nos EUA, no último domingo de fevereiro.

1917 – O marco do Dia Internacional da Mulher no dia 08 de março acontece neste ano, quando a Rússia vive a revolução bolchevique e sai oficialmente da guerra. Neste ano, em que o país está destroçado e tem pelo menos dois milhões de soldados mortos na guerra, as mulheres novamente optam por celebrar seu dia e protestar pela paz no último domingo de fevereiro.

A partir deste ano, o “Dia Internacional da Mulher” passou a ser celebrado no dia 8 de março – como é até hoje.

1975 – A Assembléia Geral das Organizações das Nações Unidas (ONU) reconhece o dia 8 de março como Dia Internacional da Mulher.

Um ótimo dia para todas nós!

_________________
Fontes: Folha Online e A Tarde

VENCEDORES DO OSCAR 2006

MELHOR FILME

“Crash – No Limite”

MELHOR DIRETOR

Ang Lee – “O Segredo de Brokeback Mountain”

MELHOR ATOR

Philip Seymour Hoffman – “Capote”

MELHOR ATOR COADJUVANTE

George Clooney – “Syriana”

MELHOR ATRIZ

Reese Witherspoon – “Johnny e June”

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Rachel Weisz – “O Jardineiro Fiel”

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

“O Segredo de Brokeback Mountain”

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

“Crash – No Limite”

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO

“Wallace & Gromit: A Batalha dos Vegetais”

MELHOR FILME ESTRANGEIRO

“Tsotsi” (África do Sul)

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

“Memórias de uma Gueixa”

MELHOR FOTOGRAFIA

“Memórias de uma Gueixa”

MELHOR EDIÇÃO

“Crash – No Limite”

MELHOR EFEITOS VISUAIS

“King Kong”

MELHOR FIGURINO

“Memórias de uma Gueixa”

MELHOR DOCUMENTÁRIO

“A Marcha dos Pingüins”

MELHOR DOCUMENTÁRIO DE CURTA-METRAGEM

“A Note of Triumph: the golden age of Normal Corwin”

MELHOR MAQUIAGEM

“As Crônicas de Nárnia: o Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa”

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL

“O Segredo de Brokeback Mountain” (Gustavo Santaolalla)

MELHOR CANÇÃO

“It’s Hard Out Here for a Pimp” – “Ritmo de um Sonho”

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO – CURTA-METRAGEM

“The Moon and the Son: An Imagined Conversation”

MELHOR CURTA-METRAGEM

“Six Shooter”

MELHOR EDIÇÃO DE SOM

“King Kong”

MELHOR MIXAGEM DE SOM

“King Kong”

Fonte: Folha Online

HABACUQUE

Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; todavia eu me alegrarei no SENHOR; exultarei no Deus da minha salvação. (3:17 e 18)