À SURDINA

Prepotência. Arrogância. Intolerância. Soberba. Orgulho. Insolência. Nefasto. Tudo tão feio! Tudo tão ruim! Tudo tão humano, ao mesmo tempo, desumano! Os risos irônicos. Os olhares bizarros. Pessoas cínicas. Sem afeto. Sem. Nada. Falta. Perdas.

O não olhar o outro. O não se colocar no lugar do outro. O egoísmo. O desinteresse pelo próximo. Próximo longe. Próximo perto. Próximo aqui. Tudo me parece ridículo. E talvez até seja! Ridículo! O não perdoar. O não desculpar. Não entendo. O meu mundo não me permite entender. Sou intolerante com o ridículo. Minha alma tem aversão à falta de amor. À falta de carinho.

E minha aversão não me assegura o não ser assim também! Tão igual aos outros. Tão igual aos arrogantes. Aos prepotentes. Aos intolerantes. Aos soberbos. Aos orgulhosos. Aos insolentes. Aos nefastos. Tão igual a todos.

Mas, mesmo sendo igual, mesmo sendo esse lixo ridículo que todos somos, mesmo assim, creio em um lugar melhor. Creio nas gentes. Confio nos amigos. Sinto saudades. Amor. Procuro paz.

E a encontro!

(texto escrito aqui, numa quinta-feira, data qualquer, às 12h13)

NON SIAMO ANGELI IN VOLO VENUTI DAL CIELO/Ma gente comune che ama davvero*

João se separou de Maria, que era casada com Joaquim, que enviuvou de Tereza, que morria de amor por Antônio… Quem se importa com a vida deles? Não sei!

(Drummond, perdoe-me!)

Cicarelli se separou de Ronaldinho, que era casado com Milene, com quem tem um filho… Quem se importa? TODOS SE IMPORTAM!!!

Você não precisa assistir aos programas de fofoca. Você não precisa acessar a Net. Nem mesmo precisa ler este blog. Você só precisa estar em algum lugar, que logo sabe da separação do Fenômeno-do-Futebol com a Linda-Modelo-Apresentadora.

E aqui estou eu dando Ibope. Fazendo deles o motivo de meu post!!! Pobre menina má!!!

Bem, o que quero dizer mesmo? Ah, sim! Vida de famosos é isto: vira manchete. E o pior: por mais irrelevante que a notícia seja. Mas, também…

Agenor se cansou de brigar com Estelita, que foi até a vizinha desabafar com Joana, que abriu o jogo sobre o seu relacionamento com Augusto, que sempre foi apaixonado por Isabel, mas Isabel era negra!

O pai de Augusto proibiu o romance!

Isto importa: duas pessoas que se amam, mas não podem se amar.

*Não somos anjos em vôo vindos do céu/ Mas gente comum que ama de verdade, disse Renato Russo, em Gente.